8 dicas para o líder estimular novas metas na equipe em 2021

O final do ano é sempre uma época saudosa e que nos motiva a refletir. Em um momento em que tudo se transforma rapidamente e que a resiliência se tornou uma habilidade fundamental, mergulhar em si é o ponto de partida para planejar o próximo o ano. Para cuidar da vida profissional, o caminho é ter metas claras e cuidar da saúde emocional em 2021.

“Com autoconhecimento, é possível traçar metas e readaptar os sonhos mesmo em dias desafiadores. É preciso ter consciência no que você é bom e quais são seus pontos a melhorar. Os líderes exercem um papel importante nessa jornada.”, explica a psicóloga Amanda Amorim, da Clínica Espaço Construir.

Por que seus objetivos são importantes e como eles vão impactar positivamente a sua vida e de quem está ao seu redor? O que é tão importante para te fazer feliz? Essas são algumas perguntas que podem ser feitas de imediato.

Pensando no desenvolvimento pessoal e profissional, as empresas e os líderes podem ajudar dando recursos na hora do planejamento e contribuindo com orientação de carreira. A psicóloga lista 5 outras dicas que potencializam as equipes e estimulam a equipe do começo ao final de um novo ano.

1- Realize uma avaliação de desempenho e invista no feedback;
2- Estabeleça, em equipe, quais são as metas da área;
3- Dê clareza para os colaboradores de quais são as metas da organização para 2021;
4- Presenteie os colaboradores com algo personalizado. Isso gera sentimento de pertencimento e reconhecimento;
5- Ouça quais são as dificuldades que eles estão enfrentando com o trabalho home office para propor estratégias eficazes. A escuta é grande aliada!
6- Esteja disposto a vivenciar mudanças todos os dias;
7- Ajude a equipe a organizar o tempo;
8- Estimule o cuidado com a saúde emocional.

Confira 4 dicas para planejar 2021

O início do ano é um bom momento para traçar metas, readaptar objetivos e estabelecer novos desafios. Pensar nisso faz parte do processo de planejamento da vida e traz saúde mental. “Como manter esse foco em dias tão incertos?” é a pergunta que muitas pessoas trazem. Será que é possível ter planos em um cenário ainda tão incerto?

“Sim, é possível. Precisamos apenas ajustar os planos para prazos mais curtos. Neste momento, recomendo focar em momentos e decisões que atendam suas necessidades e pensar do individual para o coletivo. O que você pode fazer por você mesmo hoje?”, explica a psicóloga Amanda Amorim, da Clínica Espaço Construir.

O ponto de partida é tirar um tempo para refletir e se apropriar de suas conquistas, rever e identificar o que pode ser desenvolvido para que novos sonhos se realizem. “A vida fica estagnada quando você acha que tudo depende do que está no externo para ser feliz. Para sair de um cenário pessimista, foque em si e procure saber do que precisa para evoluir e aprender”, acrescenta a especialista.

Segundo ela, ter consciência dos padrões de pensamento é fundamental para resignificá-los. Quanto mais você se conhece e se observa, maior será a sua capacidade de lidar com as adversidades da vida, ampliar a positividade e mais criatividade terá para transformar situações.
Cuidar de si é o caminho para ser mais feliz, motivado e bem-sucedido.

A felicidade é um estado. Somos capazes de ter momentos de alegria, paz e bem-estar. A ideia é conseguirmos tem mais momentos deste estado. Três itens ajudam nessa jornada: equilibrar todas as áreas da vida (mental, espiritual, acadêmico, profissional e familiar), exercitar a gratidão e cuidar da organização. “A importância da gratidão é para que possamos se apropriar e valorizar das coisas boas e que refletem em nosso desenvolvimento. Outro foco importante é aprender a administrar o tempo. Isso trará uma sensação de produtividade que promove esperança”, ressalta a psicóloga.

Isso não significa querer ter o controle de tudo com rigidez. “Controlar paralisa as ações. Tenha em mente o que precisa fazer para se sentir bem. Coloque menos prazos e mais intenções do que deseja realizar”.

1- Escolha um momento que esteja mais tranquilo, tanto internamente quanto o externo;
2- Divida em áreas (pessoal, familiar, acadêmico, profissional);
3- Foque em você;
4- Se questione: o que sinto falta?, o que preciso para me sentir bem?